Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

eu, que sempre sorria

de tanto brincar com os sentimentos
vivendo de aplausos envoltos em sonhos,
de tanto gritar as canções ao vento,
já não sou o que fui; hoje eu vivo e não sinto.

de tanto cantar ao amor e à vida
eu fiquei sem amor uma noite e um dia.
de tanto brincar com que eu mais queria
eu perdi sem querer o melhor que eu tinha.

de tanto brincar com verdade e mentiras
me enganei sem saber que era eu quem perdia.
de tanto esperar, eu que não oferecia,
hoje eu fico a chorar... eu, que sempre sorria.

escrito por carlos henriques às 21:30

link do post | comentar
1 comentário:
De Emilly a 28 de Fevereiro de 2012 às 03:10
É muito lindo de uma forma poética e nostalgica.

Comentar post

sentimentos sentidos

o autor

arquivos

Maio 2015

Fevereiro 2014

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011