Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

aqui de tão longe

aqui, de tão longe, consigo recordar
recordo com saudade
esses olhos plenos de luz
esse sorriso que me faz perder de amor
e choro com vontade de te ter.

necessito do teu sentido de vida,
como um pássaro das asas para voar
como uma árvore da linfa para viver
como um recém-nascido,
do amor de sua mãe para crescer.

aqui de tão longe
consigo ver-te
e no entanto, não é ilusão...
pois, apesar de estares distante,
estarás sempre no meu coração.

escrito por carlos henriques às 21:00

link do post | comentar
1 comentário:
De MIGUXA a 14 de Abril de 2011 às 00:11
Olá Carlos,

Não há distância que nos separe de um grande amor...

Belo o teu sentimento, belo o poema.

Beijo com ternura
Margarida

Comentar post

sentimentos sentidos

o autor

arquivos

Maio 2015

Fevereiro 2014

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011