Terça-feira, 21 de Junho de 2011

assim ninguém sofreria!

queria tanto falar-te do mar,
da lua e das estrelas do céu,
contar histórias de encantar
e dizer baixinho que sou teu!

mas o mar, agitou-se sem rumo,
a lua, virou-me as costas
sobraram as estrelas do céu
mas tu fechaste as portas!

queria repetir tudo o que sabes
das promessas feitas ao luar,
saltar de estrela em estrela
e na tua deliciosa boca mergulhar!

bebia tuas doces palavras
e ao destino pediria,
que não se esqueça de nós
e assim ninguém sofreria!

escrito por carlos henriques às 09:00

link do post | comentar
sentimentos sentidos

o autor

arquivos

Maio 2015

Fevereiro 2014

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011