Quinta-feira, 14 de Maio de 2015

auto retrato!?

quem fui eu?
era uma criança que acreditava no pai natal.
nunca quis ser nem piloto nem astronauta, mas queria ser médico ou advogado quando fosse grande.
era uma criança que nunca gostou de cão, embora vivesse quase toda a infância com o cão da casa de meus pais.
não jogava playstation porque ainda não havia, mas jogava bem peão e esses jogos de quem nasceu na década de 60.
desporto propriamente dito, jogava bem voleibol e jogava futebol. mas nunca fiz grandes merdas no desporto.
tinha uma mente fértil e mentia muito. sonhava com absurdos mas era um menino educado.
eu em rapaz, bem... era um rapaz com cabelo grande, com espinha na cara, com óculos desde o 7 anos, com pouca paciência, que ria demais e não queria rir tanto porque diziam que teria rugas por causa disso.
estudante normal. nunca reprovei nenhum ano. escola primária, secundária e universidade.
era muito responsável, por isso casei cedo. dois filhos. tinha um mundo nas mãos para fazer o que bem quisesse mas precisava do mundo a meus pés mas não sabia como tê-lo.

quem sou eu?
um vimaranense cheio de orgulho. gosto do meu sotaque e amo minha cidade. a cidade mais bonita do mundo… a primeira de portugal... o berço da nação... a inclita cidade... a cidade de guimarães...

escrito por carlos henriques às 22:00

link do post | comentar
Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2014

ás voltas na vida

sou como o tempo ...
como o sol,
o calor,
a chuva,
ou o frio.

vou, mas depois volto ...
só não sei quando volto,
ou porque volto!

agora vou,
mas é bem provável que qualquer dia eu volte ...

escrito por carlos henriques às 22:20

link do post | comentar
Segunda-feira, 26 de Março de 2012

saudade de ti

eu não quero lembrar
tudo o que eu senti
eu só quero gritar
quanta saudade de ti.

se foi para sempre
esse amor tão feroz
se apagou de repente
e ficamos tão sós.

é a história de um amor
como não há igual
que me fez perceber
o que é bom, o que é mal.

escrito por carlos henriques às 23:30

link do post | comentar | ver comentários (1)
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

eu, que sempre sorria

de tanto brincar com os sentimentos
vivendo de aplausos envoltos em sonhos,
de tanto gritar as canções ao vento,
já não sou o que fui; hoje eu vivo e não sinto.

de tanto cantar ao amor e à vida
eu fiquei sem amor uma noite e um dia.
de tanto brincar com que eu mais queria
eu perdi sem querer o melhor que eu tinha.

de tanto brincar com verdade e mentiras
me enganei sem saber que era eu quem perdia.
de tanto esperar, eu que não oferecia,
hoje eu fico a chorar... eu, que sempre sorria.

escrito por carlos henriques às 21:30

link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012

mais um ano

mais um ano começou
sem ti ao meu lado,
os dias passam iguais
e eu aqui apaixonado.

tenho saudades de ti
dos beijos e abraços teus,
oh meu amor como te amo,
como te quero santo Deus.

já tentei te esquecer
já tentei te apagar
mas este coração
teima em querer-te amar.

mil coisas tenho para dizer
outras mil guardadas estão
mas no dia do teu regresso
abrirei meu coração.

és a mulher que eu quero,
tu és tudo para mim,
não sei que espelho quebrei
por teres partido assim...

escrito por carlos henriques às 09:00

link do post | comentar | ver comentários (3)
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

feliz ano

com estrelas lindas a brilhar
neste verso, vos venho desejar
que entrem com o pé direito
e que tenham um ano-novo perfeito.

queria muitas coisas dizer
mas ando um pouco cansado
desculpem lá qualquer coisa
e que tenham um feliz ano

concerteza que vou voltar
com todas as forças redobradas
nao só para vos ler e comentar
mas também para escrever minhas charadas...

escrito por carlos henriques às 09:00

link do post | comentar
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011

feliz natal

na árvore deste natal,
feita de luz e cor,
floresça paz real
e frutifique de amor

que frutifique de amor
e ultrapasse a fantasia,
aos amigos deste blog
desejo paz e alegria.


desejo um feliz-natal
ás visitas que me vêm ler,
nos comentários deixa tua marca
que é só para eu saber.

um abraço para todos,
que o queiram receber,
um natal nestes modos
tem um sentido a valer.

a forma do meu abraço,
tem um sentido profundo,
quanto mais se aperta o laço
mais se alarga a paz no mundo.

escrito por carlos henriques às 09:00

link do post | comentar
Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

brilha a estrela tocam os sinos

brilha a estrela tocam os sinos
é o caminho da mudança
de tanto caminho errado
brilha a estrelinha da esperança.

brilha a estrela tocam os sinos
brilham raios de emoção
que fazem brilho na mente
e calor no coração.

brilha a estrela tocam os sinos
o passado é luz morta
tenho o coração seguro
e o presente é que importa.

brilha a estrela tocam os sinos
no amanhecer de um novo dia
que nos aqueça o coração
com esperança e alegria.

escrito por carlos henriques às 19:30

link do post | comentar
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011

sou mais um ser humano

eis como brilha um novo dia
raio de luz que me aquece
observo a natureza em harmonia
enquanto o calor me fortalece.

sou mais um ser humano
que chora, sofre e ri
que pensa traçar um plano
e aprender com aquilo que aprendi.

aos poucos construo a minha vida
numa construção que se quer lenta
cada acção minha é bem medida
seja qual for a opção que se apresenta.

escrito por carlos henriques às 21:00

link do post | comentar
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

lembra-te de mim

eu sei que tu vais deixar a minha vida
acabou tudo do teu lado sei que sim
é só chegar e outro sol pôr e o principal actor
vai para segundo plano para ti.

eu sei que tu vais apagar teu passado
eu passo à história vou ser menos que os demais
mas já que vais e perco a esperança
para a dor não ser tanta, peço-te um favor e nada mais.

ao menos lembra-te de mim, no teu coração
com quem tu estiveres seja onde for
assim ao menos sou feliz, eu e a solidão
por saber que não esqueceste o teu primeiro amor.

eu sei que tu vais partir para outro abrigo
eu vou ficar ao sabor de um triste fim
mas já que vais sem que eu te impeça
faz-me esta promessa nunca esqueças o que eu fui para ti.

escrito por carlos henriques às 22:00

link do post | comentar
PUBLICIDADE

o autor

sentimentos sentidos

arquivos

Maio 2015

Fevereiro 2014

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

blogs SAPO